Instagif: De volta para o futuro

Estamos cientes de que todos os dias novas tecnologias surgem e, assim, novas formas de usabilidade também. É incrível como as ideias quando combinadas geram resultados que parecem retirados de filmes.

Agora vamos falar de coisa boa (e não é a tecpix) e sim a câmera Polaroid.

As câmeras de fotos instantâneas Polaroid tornaram-se famosas por revelarem a imagem captada imediatamente sem o negativo sair do aparelho e como antigamente as fotos demoravam muito tempo para ficar pronta, ela tornou-se revolucionária.

A Polaroid tem uma presença muito grande na arte contemporânea, mundo fashion e até em referências de vestuário, cama, mesa e banho. Quantas opções para uma simples câmera, não?

Depois de um tempo a Polaroid foi sendo substituída pelas câmeras de filme, que continham uma quantidade de poses em cada rolo. A revelação era feita através de um processo químico em um quarto escuro e com o negativo do filme era possível fazer cópias dessas fotos.

Após a era do rolo de filme, as câmeras digitais começaram a ganhar espaço e foi possível aumentar a quantidade de fotos tiradas. Seguiu-se na mesma linha de foto instantânea, com a diferença que você a via através do monitor da câmera. Com isso os armazenamentos das fotos viriam a ser digitais também, em sua maioria sendo armazenado na nuvem.

Confira a evolução das câmeras fotográficas:

Como tudo que já foi inventado, o que vai, volta; artes, moda, games, música, entre outras coisas. O termo vintage nunca foi ouvido tanto quanto agora, já que esses itens “antigos” estão tomando as prateleiras de lojas e estabelecimentos.

Recentemente o desenvolvedor Abhishek Singh criou em apenas um mês a Instagif, uma máquina que ao invés de fotos estáticas, imprime um GIF de até 3 segundos. Sonho de qualquer fã de Harry Potter, não?  

A máquina tem um design semelhante a OneStep da Polaroid e funciona de forma semelhante: basta ligar, pressionar um botão e fazer o movimento que desejar, pronto seu GIF está pronto! O cartucho que reproduz o vídeo é ejetado automaticamente. A ideia é muito legal, mas se você quiser fazer um novo GIF o seu anterior será apagado L.  O que você pode fazer para não perder basta descarregar os arquivos em um computador. Não é tão legal quanto ter ele exposto na polaroid, mas ele estará em algum lugar.

Assista ao vídeo:

Singh construiu a câmera do zero e em pouco menos de um mês, com a modelagem e a impressão feitas por ele em 3D. Para quem gosta de mexer com tecnologia, ele disponibilizou o passo-a-passo do processo de criação da câmera + a lista de componentes e umas dicas. Confira aqui.

Se você pudesse reinventar ou trazer uma inovação, qual seria?

Fontes:
B9
Modices

About the author: Graziela Tamanaha

Leave a Reply

Your email address will not be published.